Pesquisar este blog

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

magia

a magia
do papel
que inspira
qualquer treco
palavrinha por
palavra como
quem pega
borboleta
com os olhos
de pescador
eu chego de
mansinho e fisgo
o peixe-poema
tinjo-o de cor
de rosa,
um pouquinho de azul
e lá se
vai meu poema
filho da mesma
cria
rolando
na beira
do mundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário