Pesquisar este blog

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

olhar

a terra pára por um instante quando teus olhos pousam sobre minha vida.
como doi como é doído o olhar desejante.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

jorge kajuru

lá vem o jorge
jorge kajuru
desafinando o coro dos contentes
lá vem o jorge
a língua afiada como a espada
de são jorge lá vem o jorge
nesse mundo imundo do futebol
sua voz é única
sua língua metralhadora
denunciando as mazelas.
ah! jorge! não pára
não pode calar.
lá vem o jorge
olhando a verdade pelo coração
no mundomentira dos homens.
se não tem uma TV
para tua voz
Jorge Kajuru
aqui na web2.0
você você berra
você é ouvido
Jorge Kajuru.



lua nua

eu q ando
por tantos passos e contrafeitos
aprendi amar
a
lua
sonha a lua
em toda sua boniteza
e mistério.
sou assim
desvendando os mistérios das tampinhas
e os segredos dos peixes.
ah!lua!
te amo em todas as suas fases
cada qual com suas nuances
e loucura.
aqui estou e longe estamos
com a imprecisa distância
a somar horas
a decifrar os dias.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

queria você comigo

queria você comigo
passear por essas ruas
de mãs dadas tarde livre
e bater palmas pru sol.
queria você aqui
a beleza do seu corpo
desenhando o meu sorriso.
queria você aqui
repleta de alegrias
desnuda de seus mistérios
dessa vida passageira.
queria você aqui
o regalo do abraço
coração no coração
até você descobrir
que essa vida é ilusão.

@poetacicero

poema para usted @MechaCarbo

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Maria Lourdes Afiuni Oh! Judge Maria Afiuni I cry to a certain Mary Mary, humbly born poor in Nazareth and was chosen by God to be the mother of our Savior. I cry to the holy anger of the poets I cry to Neruda and to you Ruben Dario Jose Martir, to you too! Finally, I cry to all libertarians poets that yell, YELL unto you, Maria Lourdes Afiuni! Trapped at the behest of the tyrant Chavez Chavez, the Caudillo Fidel’s boots licker tyrant as Nero was! I cry to the free women from America Cry to the soul of Simon Bolivar who had stolen his dream by a lunatic scammer! Which judge from the Bela Venezuela will dare to investigate the thefts, the profits of the family of the tyrant Chavez? And now the fear hangs over the gown and hammer From Caracas to the sea of the Margarita’s Island and into the Venezuelan jungle. What a pity, Maria Afiuni! You are imprisoned in your own home, unable to see the sun And, through the cracks of the door, dream about the moonlight The moon of the lovers The moon of the poets and of the boys libres. Damn it, Mary, To the fifth generation, the insane hand that jailed you! I call the birds of my land, from the small Alagoas, still so rotten. I cry to the gods of rain, wind and air! I call to Archangel Gabriel, messenger of the creator God that you Chavez, tyrant of shit! You will pay, and have been already paying for all the ills you have done to your people. ... One day, that day, a new dawn will come, and it has been coming So that you, Maria Afiuni, embrace the free wind of eternal freedom. Cicero Gomes

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

a solidão do goleiro

uma meta
uma trave
um homem disposto a tudo
virar pássaro
ou louco varrido
contra a bola
contra todos.
uma bela defesa
um milagre efémero
diante de um frango
que abala o estádio.
que sina!
que triste a bola entre as pernas...
que gritos que xingos
de doer a alma.
que solidão
ao pegar a bola no fundo das redes!
onde o podre pisa nem grama nasce
mera maldição
da mais solitária profissão.

zé do biu das alagoas

domingo, 15 de janeiro de 2012

Desperta Venezuela!

existe um clamor silencioso
um grito parado no ar.
Venezuela,é preciso despertar,
acorda do sono que o tirano te impôs!
as negras nuvens passarão
o novo dia não tarda chegar.
...e você Venezuela
despertará pela mão dos teus filhos
e não mais haverá lágrimas e lamurias nos cárceres.
...e este dia será feriado nacional,
o dia que os filhos recuperaram a pátria que por Chavez
fôra aviltada.
...e teu nome Venezuela! Será lembrado
por todas as geraçoes: Tierra de Bolivar
terra democrática,amada por todos!
e o nome do tirano será lembrado em todas as esquinas
para que nunca mais se repita os anos de trevas desesperos.
Desperta Venezuela!
por todos os que tombaram
desperta pelos encarcerados
desperta pelos teus meninos
por tua obrera gente
desperta pátria de Bolivar
Venezuela desperta
que o novo tempo não tarda chegar!



judas pitágoras

sábado, 14 de janeiro de 2012

Tu não verás Marília

tu não verás Marilia
o meu alforge de sonhos
__há muito me perdi em outras trilhas_.
tu não verás Marília
terras tão belas quanto aquelas
do país das Alagoas.
ah! Marília bela!
perdido estou pelas horas madrugadas
preso as dores que não passam
teimam sagrar no peito.
queria agora bela Marília
os passarinhos da minha infância
meu carrinho de madeira
meu humilde forte apache
...e por um dia ser Durango Kid.
dentro de mim
cidades imaginárias com ruas
entre ruas
e camino por uma cidade, Márilia
parecida com meu filho
e seu sorriso de mármore jantando ventania.
na poesia, Marília bela,falar na dor não voga
por isso engano as tristuras com sol ventos e brisas.
a cidade acordou,bela Marília,
agora é hora de dormir... bela Marília





terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Ah! @mariafiuni

aqui da Barra Funda distante
meu coração prenhe de auroras
volve a ti Maria
com a esperança de um dia
saber-te livre.
aqui da chuvosa Barra Funda
meu peito solidário clama
que os amante da bela liberdade
ergam as mãos e gritem por ti @mariafiuni

que os curiós da minha terra
juntem-se num só canto
aos guardabarracos da centralámerica
todos num canto por ti maria afiuni

covarde,mil vezes covarde
a justiça da injusta Venezuela!
o medo paira sobre a toga e martelo
desde La Guaira  a San Cristóbal.


enquanto continuas encarcerada maria,
usa o teu livre pensar e viaja ao país
da tua infância._Ameniza a dor
e ajuda passar as horas.

fico por aqui @mariafiuni
batendo o meu tambor
até que um dia sejas livre
como a paloma blanca de tua juventude.


cicero gomes

@mariafiuni não pode ver o sol

Ah Maria Afiuni!
o caudilho Chavez te nega o sol.
Ditadores agem nas sombras
na calada da noite.

A balança da justiça
na Venezuela pende
pru lado do poder
da taca do chicote
do acoite
das mãos sujas de Chavez.
Com Fidel aprendeu a calar
opositores
jogando nos cárceres
nos poróes escuros
o coro dos descontentes.

O sol nasce para todos
menos na Venezuela
onde o caudilho de merda
pensa que manda até nos ventos!

Prossigo por ti @mariafiuni
batendo o meu tambor
conclamando aos passarinhos
tua liberdade!

Ah América Latina!
Teus mandatários prósperos em acumular riquezas
e destribuir esmolas!
Mas a fúria da verdade
prevalece entre os homens de boa vontade.

Meu canto é para ti @mariafiuni
é por você reuno rios ventos
e todas as vozes solidárias.

E juro Maria!
Que aquele que te nega o sol
cairá no vale das sombras!
E esse dia,Maria,
não tardá  chegar!
Confia no menino Deus!



@poetacicero





































sábado, 7 de janeiro de 2012

As mãos algemadas de @mariafiuni

choram as madres serenas
madres livres da Venezuela,ainda,
pelas mãos algemadas de @mariafiuni

chora a justiça cega medrosa
calada no medo da noite
pelas mãos tiranas do tirano Chavez

chora em silêncio
as moças belas
as belas moças
da bela Venezuela
pelas mãos algemadas
de @mariafiuni

__cuida do teu nariz,poeta!
adverte-me um amigo.

cuido sim,mas meu poema é livre
e cavalga no dorso da liberdade
q grita aos ventos
para que seja também livre
as mãos a vida da juiza @mariafiuni

Maria Afiuni

condenada pelo tirano
e proíbida de ver o sol
de caminhar libre entre seu

Pueblo


as dores de @mariafiuni
e todos presos políticos
da (democrática venezuela)
ganharam os oceanos
atravessaram todos os mares
e grita alto profundo
nos ouvidos do tirano.

esse meu canto vai da minha pequena Alagoas
tierra del menestrel Teotônio
e galga as brisas do Caribe
clamando aos homens livres
que lutem! Lutem para libertar
das algemas da opressão
aquela jurou e sempre defendeu a lei,
a juiza @mariafiuni
presa
por não querer calar
e ser capacho
                  de Chavez




Judas Pitágoras

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Um quando para Liberdade

Clamo a ti Zulia
e que por toda Maracaibo
as crianças cantem livres
e gritem: Libertad para Maria Afiuni
e todos os presos políticos deste regime de maldição!
E vós de Vargas
por toda La Guaira
pensem em seus filhos
mulheres pensem em seus  maridos
homens pensem em suas mulheres
e gritem todos com a coragem dos que nasceram livres:
Libertad para Maria Afiuni
e por todos encarcrados a mando de Chavez,o débil tirano!
Poblaciones de San Felipe
clamem a partir da aurora
porque en Venezuela uma mulher chora
__ela Maria Afiuni__
por tomar a decisão da sua consciência
e logrou o ódio dos olhos do tirano.

E usted de Trujillo
San Cristóbal,
o judas no palácio
brinca com a vida do povo
e peida e esmurra o peito
__ Yo soy el Rey!
O seu bafo chega a Sucre
em Cumaná
choram as velhas tempos de outrora.
Guanamare
La Asuncíon
Maturin
avisa as pessoas de Miranda
que tempos obscuros ainda estão por vir!
Ah! Mérida teu nome relembra velhas primaveras
e os outonos mais amenos.
Saiba Mérida que a juiza Maria Afiuri
vive presa em seu próprio lar
a mando de Chaves traidor
da democracia.
Meu canto desperte em Barcelona
a juventude abismada prenhe de luares
e chegue em Puerto Ayacucho
os mensageiros de Deus Nosso Senhor
para acordar todas as consciência
que é preciso sonhar um tempo novo.
Migente de Lara
San Juan de Los Morros
avante pela vida pelo sonho pátria livre!


San Fernando de Apure
Maracay
até os ventos clamam por @mariafiuni !
Barinas
Ciudad Bólivar
Simon o nosso heroi nada tem com el loco Chavez!
Clamo a ti Valencia aguerrida como San Carlos
Tucupita se una ao nosso canto
hace um Coro
até Barquisimeto em Lara
e quando a voz do monstro déspota chegar em sua cidade
fechem os olhos traquem as portas.
Tempos sombrios ainda estão por vir.
É preciso cerrar os punhos e caminhar seguro,
mas confia na estrela,aquela mesma que guiou os Reis Magos
aos pés do Menino Rei.



cícero gomes