Pesquisar este blog

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

saudade não tem idade

Deus quando inventou o amor
também inventou a lembrança,
inventou a esperança
a alegria e a dor
_e inventou a saudade_.

porém acho que a maldade
foi o homem que inventou.

saudade,
saudade não tem idade,
dizia na minha cidade
um amigo locutor

hoje,
vivo da saudade
de um filho que Deus levou

levou para o paraiso
e o sal da sua saudade
a minha vida regou

saudade não é passado,
é a lembrança presente
daquilo que não passou




* Wãpurã
Cinco anos de saudade

3 comentários:

  1. Belo poema! E faço minha a dor de sua saudade!
    Abraço, poeta!

    ResponderExcluir
  2. Que poema lindo... Me fez chorar.
    Um abraço meu amigo.
    Mariana Carvalho

    ResponderExcluir
  3. Que poema lindo... Me fez chorar.
    Um abraço meu amigo.
    Mariana Carvalho

    ResponderExcluir