Pesquisar este blog

terça-feira, 2 de junho de 2015

dylans


dylan thomas
voz repleta
de noites
e álcool

exilado
em porre de versos
viveu arrojada miséria de sentimentos
- o sol
negou-lhe a desejada calma


bob dylan
ah! mestre bob,
voz de pedra rolando
tocando nossas feridas
com a crua poesia.
cutucando nossos pensares.
contigo, bob dylan
ficam leves as madrugadas


Nenhum comentário:

Postar um comentário