Pesquisar este blog

terça-feira, 27 de março de 2012

no lucas

as horas
horas infames da distância
até
teus lindos olhos
até as tuas mãos
e eu trêmulo de medo
o abraço no teu corpo
rumo ao infinito
...e tio olímpio sorrindo
da nossa pureza
na certeza de que tudo
aquilo alí era
para sempre
amor

Nenhum comentário:

Postar um comentário