Pesquisar este blog

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

a menina boba

II

amor novo da vida que desperta em mim.
puro como o ar que respiro,
duro como o sol que bate no meu corpo.

glória de sorver e deslumbramento
pela porta ensolarada dos meus sentidos.

III


comecei a entender o amor da vida
amando-a
simples e natural,
com a violencia, a destreza,
a nudez de uma india
no meio do mato- virgem
escandalizando a civilização.



oneyda alvarenga

Nenhum comentário:

Postar um comentário