Pesquisar este blog

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Tupila Ruiz II

Ela tem um jeito de cantar umas falas uns gestos que toca ao coração. Ela tem assim um jeito maneiro malemolente decente brejeiro de cantar. Quando ela canta sua música é cheia de cores odores sabores. Uma vontade de dançar na chuva Um pôr de sol da infância tudo nos remete Tulipa e por ela a tarde se pinta de azul na pacata São Lourenço teu cantar é varanda é pão de queijo e a saudade nua do primeiro beijo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário